Show simple item record

dc.contributor.authorNico, Lucélia Silva
dc.contributor.authorde Araújo Andrade, Silvânia Suely Caribé
dc.contributor.authorMalta, Deborah Carvalho
dc.contributor.authorPucca Jꮩor, Gilberto Alfredo
dc.contributor.authorPeres, Marco Aurélio
dc.date.accessioned2018-09-26T06:03:33Z
dc.date.available2018-09-26T06:03:33Z
dc.date.issued2016
dc.identifier.issn1678-4561en_US
dc.identifier.doi10.1590/1413-81232015212.25942015en_US
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10072/380560
dc.description.abstractOs agravos relacionados à saúde bucal dos brasileiros representam importante problema de saúde pública devido à sua prevalência e magnitude na população. Inquéritos de base populacional são ferramentas essenciais para a eleição de grupos e demandas prioritários de atenção. O objetivo deste artigo foi descrever a situação de saúde bucal autorreferida da população brasileira, segundo fatores sociodemográficos. Realizou-se um estudo descritivo, utilizando os dados da Pesquisa Nacional de Saúde de 2013. Indicadores referentes às práticas de higiene e condições de saúde bucal foram analisados. Homens, idosos, pretos e pardos, indivíduos sem instrução e com nível fundamental incompleto, residentes na área rural e na região nordeste apresentaram as mais baixas frequências dos indicadores de higiene bucal adequada e de autopercepção da saúde bucal como boa ou muito boa. Com relação à perda dentária, a total afetou cerca de 16,0 milhões. Tanto a perda dentária total quanto a de 13 ou mais dentes foi mais frequente em mulheres, indivíduos com 60 anos e mais de idade, com baixa escolaridade, residentes na área rural. Conclui-se que os dados da Pesquisa Nacional de Saúde – PNS 2013 reforçam a necessidade de políticas e ações que minimizem as desigualdades em saúde bucal, garantindo acesso aos subgrupos populacionais mais vulneráveis de acordo com suas necessidades de saúde.en_US
dc.description.peerreviewedYesen_US
dc.languageEnglishen_US
dc.publisherAssociacao Brasileira de Pos - Graduacao em Saude Coletivaen_US
dc.relation.ispartofpagefrom389en_US
dc.relation.ispartofpageto398en_US
dc.relation.ispartofissue2en_US
dc.relation.ispartofjournalCiencia e Saude Coletivaen_US
dc.relation.ispartofvolume21en_US
dc.subject.fieldofresearchDentistry not elsewhere classifieden_US
dc.subject.fieldofresearchcode110599en_US
dc.titleSaúde Bucal autorreferida da população adulta brasileira: resultados da Pesquisa Nacional de Saúde 2013en_US
dc.typeJournal articleen_US
dc.type.descriptionC1 - Peer Reviewed (HERDC)en_US
dc.type.codeC - Journal Articlesen_US
dcterms.licensehttp://creativecommons.org/licenses/by/4.0/en_US
dc.description.versionPublisheden_US
gro.rights.copyright© The Author(s) 2016. This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License, which permits unrestricted use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.en_US
gro.hasfulltextFull Text


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

  • Journal articles
    Contains articles published by Griffith authors in scholarly journals.

Show simple item record